PEÑAROL X CORINTHIANS

Robinho lamenta repercussão de condenação por estupro: "Infelizmente, existe esse movimento feminista"

 


Robinho concedeu entrevista ao UOL Esportes para falar sobre a repercussão negativa de seu retorno ao Santos e sobre as mais recentes notícias envolvendo sua condenação por violência sexual na Itália.

"Infelizmente, existe esse movimento feminista. Muitas mulheres as vezes não são nem mulheres, para falar o português claro, e se levantam contra. Eu sou casado, se eu sair na rua e uma mulher me chamar de lindo, tem uma conotação. Se eu mexer com você (entrevistadora) com falta de respeito, é totalmente diferente", afirmou o jogador.

Por conta do andamento do processo, o Peixe decidiu suspender o contrato do atacante, alegando que ele precisa "se concentrar exclusivamente na sua defesa".

Sobre os trechos das conversas telefônicas entre Robinho e outros acusados no caso, divulgados pelo site Globoesporte.com na sexta-feira, os advogados que representam jogador não permitiram nenhum comentário. "Isso faz muito tempo, são conversas de WhatsApp, coisas que homens conversam entre si, que teve relação sexual com a mulher, com consentimento dela", disse.

"Quando eu sai, os garotos continuaram lá com o consentimento dela. Eu estou me defendendo, não posso falar por eles. Eu sei o que eu fiz com ela", continuou Robinho. "Tem coisas que eu nem lembro, mas eu tenho certeza de que nunca dei um copo de bebida para ela. Não posso falar pelos meus amigos", completou.

O atacante nega as acusações e ressalta que não se relacionou sexualmente com a vítima. "Não tive relação sexual com ela, nenhuma penetração nem nada disso. Nós tivemos relação de homem e mulher. De ela me tocar e eu tocar nela, porque ela quis e eu também quis. Mas não cheguei a fazer sexo com ela"

"Eu me arrependo de ter traído a minha esposa, é esse meu arrependimento", afirmou Robinho. "Eu respeito as perguntas e gostaria de responder com mais clareza. Não sou mentiroso e nem fiz nada de errado, mas tem coisas que são do processo da Itália", concluiu.


fonte: Gazeta Esportiva


Em áudio vazado, Robinho se diz perseguido pela Globo igual Bolsonaro: 'O bem sempre vence'


Após ter trechos de conversadas vazadas pelo site 'ge' sobre a condenação sofrida em 1° instância por um estupro coletivo em 2013 ao lado de cinco amigos, Robinho se defendeu. O atacante atacou a Rede Globo e afirmou ser perseguido pela emissora igual ao presidente Jair Bolsonaro.

Em áudio enviado a um amigo por um aplicativo de mensagens que foram obtidos pela "Folha de SP", o atacante afirmou estar tranquilo sobre a revelação das conversas e se comparou ao Presidente República que, segundo Robinho, foi perseguido pela emissora.

- Bebeto, tô em paz, irmão. Como falei, Deus está me preparando para algo muito maior. No deserto, é nesses ataques que você se aproxima de Deus e se prepara. A gente tem 'N' exemplos aí. Você viu o que fizeram com o Bolsonaro antes da eleição? O ataque que fizeram ao cara? Falando que o Bolsonaro era isso e aquilo? Que o Bolsonaro era racista, fascista, que era assassino? E quanto mais eles batiam no Bolsonaro, mais ele crescia. Então estou em paz mesmo, de coração. Não estou preocupado com eles - afirma o jogador.

Robinho continua seu desabafo ao amigo durante o áudio, chamando o canal de 'emissora do demônio' e ainda prometendo uma homenagem ao presidente com uma camisa especial caso marcasse seu primeiro gol em seu retorno ao Santos.

O bem sempre vence e a verdade vai aparecer. Os caras aí são pessoas usadas pelo demônio, né? A gente sabe como a TV Globo é uma emissora do demônio. É só você ver as novelas, as programações. Então eu estou em paz. Deus vai dar a vitória. Que se cumpra o propósito de Deus na minha vida. Meter gol neles, 'tamo junto'. Vou meter uma camisa quando fizer gol: 'Globo lixo, Bolsonaro tem razão' - finalizou.

Robinho foi condenado em novembro de 2017 a cumprir nove anos de prisão por participar de um estupro coletivo com mais cinco brasileiros em Milão no dia 22 de janeiro de 2013. Como a condenação foi em primeira instância, a defesa recorreu da decisão e aguarda por um novo julgamento, que deve ocorrer em dezembro desde ano. Robinho sempre negou todas as acusações.

Nesta sexta-feira, o "ge" publicou uma reportagem revelando trechos de conversas de Robinho com amigos que estão anexadas no processo no Tribunal de Milão. Nas conversas, o atacante debocha do caso e confessa que praticou sexo oral com a vítima desacordada, além de presenciar o ato sexual de seus amigos no recinto.

Na noite desta sexta-feira, o Santos publicou um comunicado em que confirma a suspensão do vínculo contratual com o jogador por conta da situação. O clube sofreu pressão de torcedores e até dos patrocinadores, que ameaçaram cancelar seus contratos caso Robinho permanecesse no Santos.

fonte: Lancenet





fonte: UOL

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes