Prefeitura decidi se você é essencial - Prefeito de Rio Preto proíbe venda de combustível

 

 O prefeito da cidade de São José do Rio Preto, do MDB, Edinho Araújo (foto), proibiu os rio-pretenses de abastecerem seus veículos em postos de gasolina da cidade.

Apenas pessoas consideradas “essenciais” estão autorizadas a comprar combustível. Ainda assim, o posto de gasolina deverá se certificar da “essencialidade” do trabalho de seu cliente, que deverá assinar uma “Declaração de Atividade ou Serviço Essencial.”

A proibição consta no decreto que começará a ter efeito a partir de meia-noite desta quarta-feira, 17.

Art. 8o. Os postos de combustíveis e oficinas de manutenção de veículos automotores, para executarem o serviço ou abastecimento, deverão exigir documento comprobatório de atividade permitida do presente decreto, conforme modelo especificado no Anexo III.

Parágrafo único: A declaração deverá ficar disponível para fins de fiscalização e confrontação da quantidade de combustível vendida ou serviço executado com o documento entregue (grifo nosso).

O decreto fechará supermercados e restaurantes, mas será permitido o funcionamento por meio de delivery. O transporte coletivo também não funciona até domingo, 21.

Este é só mais um dos decretos assinados por prefeitos e governadores que têm solapado os direitos mais básicos dos cidadãos em todo o Brasil.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Com informações: Senso Incomum

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes