Postagem em destaque

Enquete: Qual seu candidato a Presidente da República você vai votar se a eleição fosse hoje?

O Brasil passa por uma crise moral e ética, além da corrupção que tomou conta de grande parte das instituições públicas, são milhões de ...

sábado, 3 de março de 2018

"Perdoa ele não sabe o que faz". Endividado em pirâmide finaceira, forjou o próprio sequestro, pastor agradece a fiéis


Pastor ora acompanhado do irmão e outros familiares depois de ser localizado (Foto: Reprodução/Facebook)

Após forjar o próprio sequestro, o pastor evangélico Alexandre Geraldo dos Anjos publicou um vídeo em uma rede social para agradecer a oração dos fiéis enquanto estava 'desaparecido'. Na postagem desta quinta-feira (1º), o religioso aparece acompanhado pela família e agradece o apoio de quem ajudou a procurá-lo.

O pastor de 34 anos estava desaparecido desde a última segunda (26) quando teria saído de casa com sua moto para encontrar com outro pastor e não retornou para casa. A família procurou Polícia Civil, que investigava o caso.

Nesta quinta-feira (1º) ele se apresentou à polícia na delegacia de Igaratá e disse que tinha sido sequestrado, mas conseguiu fugir do cativeiro. Ao chegar a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São José dos Campos, onde o caso era investigado, ele confessou ter forjado o sequestro por causa de dívidas. Ele também contou, segundo o delegado Neimar Camargo, que pediu como resgate três bitcoins – cada um vale cerca de R$ 35 mil na cotação desta sexta (2).

No vídeo postado após a chegada de Alexandre em casa, a família agradece a oração dos fiéis que “clamaram” junto à família por informações do pastor. Ele não comentou a acusação da polícia sobre a fraude no sequestro - pelo qual ele deve responder em liberdade pelo crime de estelionato.

No vídeo postado após a chegada de Alexandre em casa, a família agradece a oração dos fiéis que “clamaram” junto à família por informações do pastor. Ele não comentou a acusação da polícia sobre a fraude no sequestro - pelo qual ele deve responder em liberdade pelo crime de estelionato.

O irmão, Leandro Geraldo dos Anjos, conta que a família não sabia que o religioso passava por problemas financeiros e que o sequestro seria uma farsa. À polícia, o religioso justificou que estava endividado, por envolvimento em pirâmide financeira, por isso simulou o sequestro.



“Quando entramos na delegacia ele estava completamente transtornado, com o psicológico abalado. Não parecia a pessoa que conhecíamos. Não sabíamos o que ele estava fazendo e que passava por problemas, se não faríamos algo por ele. Somos pobres, mas somos limpos.”, disse. O pastor não quis dar entrevista.

Inicialmente, em entrevista ao G1, a família disse que Alexandre seria pastor da igreja Assembleia de Deus Missão. A igreja foi procurada e negou que o homem faça parte da lista de líderes na região. “A Assembleia de Deus Missão em São José dos Campos esclarece que Alexandre Geraldo dos Anjos não é pastor ou membro do ministério desta igreja”, informou por nota.


Investigação


Segundo a Polícia Civil, eles desconfiaram da versão do suposto sequestro depois que receberam uma denúncia de que Alexandre teria sido visto em um restaurante em Jacareí na última quarta-feira (28).

Nos vídeos das câmeras de segurança do estabelecimento, o pastor aparece almoçando e caminhando tranquilamente pelo restaurante. Após ser contestado com as imagens, Alexandre confessou o crime.

De acordo com a polícia, ele vai responder por estelionato – já que criou uma fraude para ganhar dinheiro. Após ser ouvido o homem foi liberado.


fonte: G1/ Vanguarda
youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Entre em nosso Grupo de Notícias WhatsApp

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia