Gratidão, Presidente!

 

É tempo de agradecer: a Deus, por nos dar o dom da vida e sua graça, sem os quais não teríamos chegado até aqui! E a quem pôs sua própria vida em risco para defender nossos valores – obrigado, Presidente Bolsonaro!

Obrigado, não apenas por tentar implantar o 13º Salário do Bolsa família, apesar de Maia e a esquerda (que diz defender os pobres) impedirem, mas por ser fiel ao prometido em campanha: cuidar, com olhos de pai responsável, dos que precisam de cuidados.

Gratidão por quase 70 milhões de pessoas (inclusive autônomos que a esquerda odeia), receberem o auxílio emergencial por conta da peste vermelha.

Obrigado pelo grande ministério técnico, com craques como Guedes que quase zerou os custos com covid, fazendo a economia reverter em “V”, ou Tarcísio que entrega obras à velocidade da luz! O povo ainda brinca, dizendo que ele vai asfaltar o mar!

Gratidão por acabar com o loteamento que faziam no passado, em que presidentes leiloavam ministérios e cargos em troca de apoio (e, provavelmente, de propinas) e que era uma fonte de financiamento perpétuo às oligarquias políticas, velhas ou novas.

Obrigado por ter trabalhado – apesar de outros “poderes” amarrem sua administração, com traições inesperadas de um lado e ativismos esperados de outro – pela aprovação necessária da Reforma da Previdência, que refletiu na drástica redução do risco-país.

Gratidão por acabar com o tempo das ARTICULAÇÕE$ nada republicanas na Casa do Povo. Gratidão por levar o Brasil a uma Nova Era, sem casos de corrupção em dois anos!

Obrigado por atrair investimentos que geraram empregos. Aliás, os empregos de carteira assinada vem crescendo dia a dia: o agronegócio vai de vento em popa e a MP da Liberdade Econômica devem melhorar ainda mais o quadro geral.

Gratidão pelo zelo a vários setores esquecidos da nação, como os pescadores que receberam auxílio no caso do óleo vazado em nosso litoral, ou das famílias com caso de microcefalia devido à Zika, que receberão pensão vitalícia. Gratidão por levar água onde era preciso, gratidão por entregar obras prometidas e abandonadas por governantes aproveitadores de esquerda.

Obrigado por alertar, desde o princípio, que o coronga deveria ser tratado em duas frentes: a da saúde e da economia. O Brasil foi um dos que mais investiu contra a pandemia, sem falar no Marco do Saneamento, finalmente, aprovado.

Gratidão por produzir e distribuir a hidroxicloroquina - cujo desempenho, já salvou milhares de vidas. Gratidão por reduzir, a zero ou quase zero, impostos de insumos da área da saúde!

E mesmo sendo boicotadas, são dignas de aplauso todas as propostas de redução de impostos - maligna estratégia marxista para destruir o mundo sob o peso dos tributos. Gratidão por atacar de frente essa postura histórica, de que o povo “paga por tudo”!

Obrigado por enfrentar a corrupção! Desde os aproveitadores do INSS até os que usaram o Covidão para enriquecer ilicitamente, aproveitando a brecha das conjunturas emergenciais que dispensam as concorrências públicas.

Gratidão por lutar corajosamente contra cabides de emprego esquerdistas, como os de “conselhos da administração pública”, e nomeações de cargos em comissão de pessoas “ficha suja”.

Gratidão por enfrentar o sistema corrupto e quebrar sigilo das operações bancárias do BNDES, Caixa, e outros bancos, que foram usados para financiar ditaduras esquerdistas à custa do sofrimento do povo brasileiro!

Obrigado pelo fim da contribuição sindical obrigatória, um verdadeiro legado ao trabalhador brasileiro.

Obrigado por acabar com a farra da Lei Rouanet, e com a farta distribuição de “verbas de publicidade” – uma forma de cala-boca da imprensa, criada nos tempos de Stalin e aperfeiçoada com as décadas.

Obrigado por alcançar recordes de apreensão de drogas e armas contra o tráfico, e pelo sucesso de tantas operações da PF, coincidentemente, após a saída do biografado Traidoro.

Gratidão por iniciar a árdua luta pela restauração da ordem sobre a posse de armas: nosso direito à legítima defesa! Para que nunca sejamos vítimas indefesas de tiranetes de ocasião, pois não faltam candidatos a tal.

Eterna gratidão pela MP das armas, que baixou significativamente o número de homicídios! Milhares de vidas foram preservadas!

Estas pessoas, Presidente, os que foram salvos e eu, lhe aplaudem de pé! Parabéns!

Que venham mais ações assim, Presidente! Neste mandato e no próximo.

Obrigado por se manter sempre o mesmo: coerente, combativo, falando a linguagem do povo. Gratidão por continuar firme em nossa defesa (lembro aqui da animação da pedra rolando na montanha), quando outros, por muito menos, já teriam desistido! (Este é meu entendimento.)

Eterna gratidão por não desistir, Presidente!

Por nos defender, termino reproduzindo um tweet do amigo Prof. Carlos Barros, que sintetizou brilhantemente a situação, e que dá a dimensão da gratidão às suas ações, e a nossa responsabilidade:

“Ele [Bolsonaro] é quem está entre eles [establishment] e nós. Por isso, quem precisa aqui, somos nós, dele. Apoiá-lo é uma questão de sobrevivência. Eles vão continuar querendo nos enganar. No momento nada é mais importante do que abrir os olhos, levantar e defender o que é certo e justo.”

Muito Obrigado, Presidente! Conte comigo!

#GratidãoPresidente

Angelo Lorenzo

Com informações; Jornal da Cidade online

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A grande farsa

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes

Jornalista investigativo desbarata “laranjal” e desmascara Guilherme Boulos