Postagem em destaque

Fique atento! Criminosos disfarçados de funcionários da EDP aplicam golpes em São José, SP

Criminosos disfarçados de funcionários da EDP, concessionária de energia que atende 19 cidades da região, aplicam golpes em clientes em ...

quarta-feira, 7 de março de 2018

Não cochile, use roupas discretas, evite ponto escuro, empresas criam cartilha anti assalto em SJC

Cartilha dá orientações para passageiros contra  crimes (Foto: Divulgação)

As três empresas de ônibus de São José dos Campos irão distribuir para os passageiros, a partir da próxima semana, uma cartilha com orientações para evitar assaltos nos coletivos. Cobradores e motoristas passam por treinamento a partir desta quarta (7). Segundo o Sindicato dos Condutores, 16 assaltos foram registrados somente em fevereiro deste ano, um deles com a morte de um cobrador. Em 2017 inteiro, foram 15.

Entre as orientações estão: não cochile ou se distraia com conversas ou leituras, desconfie de estranhos, utilize roupas discretas, desconfie de esbarrões, fique longe da catraca, evite pontos de ônibus isolados à noite, entre outras.

De acordo com o consórcio da empresas de ônibus, a BusVale, as ações integram uma campanha educativa para reduzir o índice de assaltos aos coletivos. As orientações foram elaboradas em conjunto com a Polícia Militar.

"O objetivo é esclarecer para a população como agir e reagir no momento em que você for assaltado. Estamos atravessando um momento delicado e desesperador. Estão matando por R$ 100, R$ 200. Precisamos fazer alguma coisa e essa campanha vai ajudar", disse o diretor-executivo da Busvale, Rubens Fernandes.

"Os motoristas e cobradores saberão como agir num caso desses. Em muitos casos o criminoso está com medo e você faz algum gesto mais brusco e ele acha que vai reagir e mata uma pessoa por medo. A campanha vai ajudar quem utiliza o transporte com a experiência de quem vive por isso diariamente, que é a polícia", completou Rubens.


Segurança 


Segundo a Polícia Militar, há uma dificuldade em acompanhar os assaltos a ônibus porque os casos não são monitorados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).


"Esse estreitamento com o sindicato e as empresas de ônibus foi positivo porque trouxe dados que a empresa controla, para a gente é muito rico saber como os criminosos estão assaltando", afirmou a capitã Mara Ribeiro.

"Disso nasceram planos de ação, que envolvem o material de divulgação, promover instruções de prevenção para funcionários e fortalecer o patrulhamento em pontos de ônibus, linhas de transporte coletivo e também realizar uma abordagem até com maior frequência nos ônibus", finalizou.

A prefeitura informou que os ônibus contam com câmeras, "cujo o objetivo é inibir ações que coloquem em risco a segurança dos passageiros, conforme previsto no contrato de concessão com o município", disse, em nota.

O governo também informou que atua de forma conjunta com as empresas de ônibus e as polícias para ajudar na redução dos assaltos.

Preocupação


Para o Sindicado dos Condutores, ações que melhorem a segurança no transporte são importantes tanto para os usuários quanto para os trabalhadores.

Ônibus em São José dos Campos (Foto: Prefeitura de São José dos Campos/Divulgação)

"Os trabalhadores estão preocupados com os assaltos, não conseguem trabalhar tranquilos. Geralmente os criminosos estão com uma faca ou com uma arma e roubam pequenos valores, algo entre R$ 10 a R$ 30", contou o presidente do sindicato, Elias Pereira.



fonte: G1/Vanguarda
Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE